X

OPSS:


DESCULPE!!!

Você precisa esta navegando em um dispositivo móvel para compartilhar via Whatsapp!

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Resultados das Loterias:

Rádio 89.3 FM - A Mais Ouvida!

Polícia Civil conclui inquérito e indicia autor de atropelamento em Laguna

Após investigação o motorista foi indiciado por homicídio doloso e qualificado

Por: Redação do RSC - Dia: - Em: Segurança

Fonte da Notícia: www.rscportal.com.br

Polícia Civil conclui inquérito e indicia autor de atropelamento em Laguna
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Na quarta-feira, 12, a Polícia Civil de Laguna finalizou as investigações sobre o trágico atropelamento que resultou na morte de um masculino de 54 anos. Segundo apurado, o autor responderá pelo crime de homicídio doloso e qualificado, cuja pena prevista pode ir de 12 a 30 anos.

O acidente ocorreu no dia 09 de setembro de 2021, por volta das 7h20, na Rodovia de Acesso à BR 101, Av. Calistrato Muller Sales, KM 2,3, em Laguna-SC.  Após tomar conhecimento do ocorrido, os Policiais Civis das Delegacias de Polícia de Laguna e da Divisão de Investigação Criminal iniciaram uma série de diligências com o objetivo de identificar o condutor do veículo TUCSON, envolvido no atropelamento.

SOBRE A INVESTIGAÇÃO:

No decorrer do Inquérito Policial, foram colhidos elementos de informação que indicaram que o atropelamento ocorreu no acostamento da via, em uma manobra ilegal de ultrapassagem pela direita, a uma velocidade acima da permitida para o trânsito local.

Além disso, testemunhas do acidente indicaram que, após a colisão, o condutor do veículo nem sequer diminuiu sua velocidade, ao revés, retornou à pista e se evadiu em direção à BR 101. Quanto à alegação do autor de fuga do local por medo de um possível linchamento, foi constatado que não ocorreu qualquer reunião de pessoas com esse objetivo, mas apenas para prestar socorro à vítima.

Foram analisadas imagens de câmeras de segurança que demonstraram direção agressiva do condutor desde o bairro Mar Grosso até o local do acidente. Verificou-se que o veículo TUCSON chegou a “rampar” em um dos cruzamentos de ruas. Em outra imagem, já na mesma avenida onde ocorreu o atropelamento, foi verificado que o veículo, por pouco, não atropelou outro ciclista, minutos antes do acidente que vitimou JOÃO BATISTA LEMOS, conhecido como Tita.

Por fim, foram colhidos indicativos de possível embriaguez do condutor, sendo que uma das testemunhas  teve contato  por telefone com o condutor do veículo momentos antes do atropelamento, e afirmou que ele mal conseguia se comunicar através da ligação.

Os elementos de informação colhidos no decorrer do Inquérito Policial possibilitaram o indiciamento do condutor do veículo por homicídio doloso e qualificado. No caso, a qualificadora prevista no art. 121, §2º, IV, CP (“recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido”) foi justificada pela utilização de veículo automotor em alta velocidade e colisão traseira, pelas costas do ciclista sem que pudesse ver o veículo vindo em sua direção.

O Delegado de Polícia responsável pelo caso, William Testoni Batisti, ressalta que a investigação se mostrou exitosa em decorrência de todo o empenho das equipes de investigação (DPCo e DIC),  prontidão da Polícia Científica de Santa Catarina (atual nomenclatura do IGP) na realização das perícias requisitadas, e atuação do Ministério Público local.

O Inquérito Policial, já concluído, foi encaminhado ao Ministério Público, órgão que, por meio da 1ª Promotoria, ofereceu denúncia pelo mesmo crime.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Deixe seu comentário aqui:

Confira Também!

Veja abaixo algumas postagens relacionadas podem te interessar: